Na final da manhã desta quarta-feira (29), o Sindicato dos Médicos de Pernambuco e o Conselho Regional de Medicina realizaram uma fiscalização conjunta no Hospital Municipal Nossa Senhora de Fátima, localizado no Centro de Toritama, Agreste de Pernambuco. A comitiva contou com a presença do presidente do Simepe, Tadeu Calheiros, da vice Claudia Beatriz, e do diretor do Cremepe, Sílvio Rodrigues, e do médico-fiscal Otávio Valença.

Segundo a vice-presidente do Simepe, Cláudia Beatriz, a visita objetivou analisar a estrutura física, as relações de trabalho e equipamentos da unidade de saúde. ”Verificamos que o hospital tem uma estrutura adequada, mas tem várias demandas e necessidades, principalmente, no quesito equipamentos, em especial nas salas vermelha e de parto”, explicou.

Por sua vez, o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros, ressaltou que o hospital dispõe de estrutura física satisfatória, assim como tem uma higienização adequada, no entanto, foram encontradas irregularidades que precisam de ajustes, como por exemplo, a melhoria de equipamentos e do déficit de profissionais. “Isso será incluso no relatório de fiscalização que será preparado pelo Cremepe e entregue aos gestores municipais, para que as correções sejam feitas”, frisou o presidente do Sindicato.

A unidade de saúde tem dois médicos plantonistas para atender em média a 250 a 300 pacientes num plantão de 12h. Além disso, não dispõe de médico evolucionista, ou seja, de um profissional responsável pelos pacientes internados, ficando com o plantonista o que fere resolução do Cremepe

Por fim, Tadeu Calheiros disse que, hoje,  o principal problema na área de recursos humanos está relacionado à informalidade. “Identificamos aqui a precarização de vários vínculos de trabalho. São irregularidades e que precisam ser corrigidas pela atual gestão do município. Vamos denunciar aos órgãos competentes para que haja uma legalização dos vínculos empregatícios e  reivindicar dos novos gestores a realização de concurso público para todos os profissionais de saúde”, acrescentou.