Representantes dos Sindicatos dos Médicos de Pernambuco (SIMEPE) e dos Enfermeiros, do  Conselho Regional de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, Enfermeiros,  da Associação Brasileira de Terapeutas Ocupacionais e da Associação de Terapeutas Ocupacionais de Pernambuco, além dos deputados estaduais Edilson Silva e Socorro Pimentel, participaram de reunião na noite desta quarta-feira (17/05). para discutir o Projeto de Lei Ordinária 1239/2017, que institui o Sistema de Plantões Extraordinários e cadastro reserva de recursos humanos no âmbito de rede estadual de saúde.

Na avaliação do presidente do Simepe, Tadeu Calheiros, a reunião foi produtiva, porque conseguiu unir várias categorias importantes da saúde em prol de objetivos conjuntos, juntamente com parlamentares que trouxeram as experiências de tramitação de projetos de leis dentro da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Além disso, Calheiros destacou que Projeto de Lei Ordinária 1239/2017, que institui o Sistema de Plantões Extraordinários precisa ser mais discutido amplamente, com todos os sindicatos ligados à saúde do Estado para evitar prejuízos para a classe trabalhadora e a população em geral,

Como deliberação foi aprovada pelos representantes sindicais uma solicitação de  Audiência Pública, para tratar do tema com as participações da Secretaria Estadual de Saúde, do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Alepe, visando aprofundar a discussão sobre Projeto de Lei. Vale ressaltar que, o Simepe já construiu algumas proposições para alterar o PLO 1239/2017, com intuito de salvaguardar a meritocracia dos servidores públicos, como também fazer com que se não tenha a solução de continuidade nos hospitais por falta de profissionais