Depois da visita realizada na terça-feira passada (05/09), no Serviço de Pronto de Atendimento (SPA) em Olinda, os médicos estatutários (pediatras e clínicos) do serviço se reuniram, nesta segunda-feira (10), com os diretores executivos do Sindicato – Marcus Villander e Eraldo Arraes – além do advogado Diego Galdino.

Os médicos voltaram a discutir sobre “pontos críticos” que atingem diretamente o trabalho dos profissionais e à assistência da população. Como, por exemplo: a falta de condições de trabalho,de equipamentos e materiais, déficit nas escalas de plantão, ausência de ferista, falta de responsável para classificação de risco, grande número de atendimentos, desrespeitando a resolução do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), bem como a insegurança da unidade que está localizada no bairro de Peixinhos.

41474498_2137149686335787_2497932646978420736_n

O diretor Executivo do Simepe, Marcus Villander, avaliou a reunião como importante e positiva. “Estaremos entrando em contato com a Secretaria de Saúde de Olinda, com o intuito de reivindicar uma escala completa, inclusive para os pediatras diurnos e noturnos, para o reestabelecimento das condições de trabalho adequadas, como de vigilância sanitária, de insumos, materiais de apoio à unidade. Além disso, defender o SPA como uma unidade de saúde que é importante para o povo de Olinda e que é necessária a sua manutenção com qualidade”, enfatizou.