Com o propósito de debater os impactos da ampliação do tempo de residência na especialidade de clínica médica, foi realizado, na última sexta-feira (12), o IV Fórum de Clínica Médica do Conselho Federal de Medicina (CFM). Com o tema “A formação em três anos – impacto social e financeiro”, o evento, realizado em Brasiília (DF) contou com a participação de palestrantes internacionais, de representantes do Governo, de especialistas médicos e de profissionais responsáveis por operadoras de saúde.

A Associação Médica Brasileira (AMB) participou da solenidade de abertura do evento, representada pelo diretor da entidade José Bonamigo. “É fundamental discutirmos as práticas relacionadas à formação e à atuação de profissionais da clínica médica, bem como a repercussão e os impactos das transformações que têm sido direcionadas à especialidade. Devemos trabalhar buscando sempre a excelência na formação de especialistas, principalmente em uma área tão complexa como a Clínica Médica”, afirma Bonamigo.

Ainda participaram da solenidade de abertura o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Carlos Vital Tavares Correa Lima; a coordenadora adjunta da Câmara Técnica de Clínica Médica, Maria do Patrocínio Tenório Nunes; e a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS), Mayra Pinheiro.

Ao longo da programação, o Fórum ainda promoveu discussões sobre gestão em saúde e sobre a formação do médico especialista em medicina interna. Também foram apresentados estudos sobre o custo dessas formações.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Associação Médica de Pernambuco (AMPE)