Médicos da PCR deflagram paralisação de 72h

Os médicos da rede municipal do Recife aprovaram em AGE, (11/09), no auditório da Associação Médica/Boa Vista, a deflagração de uma paralisação de 72 horas nos próximos dias 18,19 e 20/09, com possibilidade de greve. Os profissionais estão insatisfeitos em relação às negociações com a Secretaria de Saúde e, no que diz respeito ao descumprimento do Termo de Compromisso firmado no mês de janeiro passado. Entre os  pontos relevantes destacam-se: ações que melhorem a segurança dentro das unidades de saúde, abastecimento de insumos e maior investimento em medicamentos, especialmente, na área de saúde mental. A categoria  cobrou também que a questão remuneratória, através da Lei de Incorporação da Gratificação de Plantão e a equiparação salarial para com o Estado) seja de fato cumprida pela gestão do Recife. *Uma nova AGE da categoria está marcada para o dia 20/09, na sede da AMPE, a partir das 10h, com possibilidade de deliberação de uma greve por tempo indeterminado, caso a Prefeitura do Recife não apresente uma proposta que traga avanços para toda a rede de saúde municipal e para os profissionais.

Médicos residentes denunciam precariedade no HGV

Representantes do Simepe, APMR, ABMF-PE, Soepe e médicos residentes do Hospital Getúlio Vargas (HGV) se reuniram na quinta-feira (13/09). Na ocasião, os residentes denunciaram uma série de problemas e precariedade nas condições de atendimento da população que reflete diretamente no programa de residência médica e multiprofissional. Ainda na sexta-feira (14/09), houve uma reunião entre o Simepe, os médicos e o secretário estadual de saúde, Iran Costa, onde foram discutidos os problemas e as dificuldades no HGV. * Uma AGE, será realizada na segunda-feira, dia 17/09, às 08h, no auditório do HGV, para avaliação do movimento de reivindicações, bem como a deliberação sobre a deflagração ou não de movimento paredista (greve) ou paralisação de advertência.

Irregularidades no Dom Malan/IMIP em discussão

A promotora da 4ª promotoria da Justiça de Defesa da Cidadania de Petrolina – Curadoria Saúde, Ana Cláudia Sena, convocou as entidades médicas – Simepe e Cremepe – para reunião na quinta-feira (13/09), em Petrolina. A reunião ocorreu após o Conselho e Sindicato apontarem as irregularidades do Hospital Dom Malan/IMIP, especificamente sobre a sala de recuperação pós-anestésica e déficit de profissionais no hospital e maternidade. Depois das conversações, ficou deliberado que o secretário deve informar a possibilidade de repactuação com o HDM/IMIP;  a promotoria vai oficiar a promotoria de Patrimônio público sobre a viabilidade de inclusão, no edital de concurso público em andamento, recursos humanos (médicos) para o HDM/IMIP;  O Simepe e Cremepe vão fazer nova fiscalização no serviço elencado às prioridades do serviço; além disso, o HDM/IMIP informará sobre as necessidades para adequação das exigências apontadas pelo Cremepe.