Moradores do bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Recife, estão preocupados com um posto de saúde abandonado na área. O posto de Campo Grande foi fechado para reforma há 4 anos, mas ainda não teve resultados. No local, na Rua Jerônimo Vilela, não há vigilantes e o acúmulo de lixo fez com que muitos escorpiões aparecessem no local.

Abandono

O local, além de servir como ponto de drogas e prostituição, faz com que os pacientes se desloquem até o bairro vizinho para conseguir atendimento. Na unidade de saúde, paredes estão pichadas, parte do teto está desabando, as janelas estão quebradas e lixo é visto por todo o lado. De acordo com a aposentada Alberice Ferreira, de 81 anos, toda vez que ela precisa de um atendimento médico é um problema, já que não pode contar com este posto do local e o outro mais próximo fica no bairro de Cajueiro.

Resposta

Em nota, a Secretaria de Saúde do Recife informa que as obras para a reforma do posto devem iniciar no segundo semestre deste ano. Até lá, a unidade funciona provisoriamente na Rua Coronel Urbano Ribeiro de Sena, em Cajueiro, a 1.500 Metros da unidade antiga.

Escorpião

A Secretaria de Saúde de Pernambuco informou que, em 2017, foram registrados 18.547 casos de pessoas picadas por escorpiões em Pernambuco. De janeiro a maio do mesmo ano, foram 6.499. O número é maior 640 em relação aos cinco primeiros meses de 2018, quando foram registrados 5.859 casos.

Para atender casos do tipo, o Ceatox atende pela central através do número: 0800 722 6001. A ideia é orientar a população sobre qualquer tipo de intoxicação ou picadas de animais venenosos. São recebidas no local ao menos 100 telefonemas diários.

Assista a matéria aqui.

Fonte: TV Jornal