As direções das entidades médicas de Pernambuco marcaram presença na transmissão de cargo do novo secretário de saúde do estado, o cardiologista André Longo, nesta quinta-feira (03/01). A solenidade foi realizada na sede da pasta, localizada no bairro do Bongi, zona oeste do Recife, e foi prestigiada pelo presidente do Simepe, Tadeu Calheiros; pela vice Claudia Beatriz; além do diretor executivo do sindicato, Mário Jorge Lobo.

Representando o Conselho Regional de Medicina, acompanharam a cerimônia o presidente, Mario Fernando Lins, que compôs a mesa; o vice Maurício Matos; e os conselheiros André Dubeux, Miguel Arcanjo e Fernando Oliveira. A presidente da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), Helena Carneiro Leão, também participou da solenidade.

André Longo assume o comando deixado pelo médico oncologista Iran Costa. Em seu discurso, Iran ressaltou os feitos a frente da pasta, agradeceu a todos os funcionários que o ajudaram nestes quatro anos e destacou os principais desafios que a nova gestão terá pelo próximo período.

Na sequência, André Longo reiterou a felicidade e o empenho para esse novo momento, bem como prometeu “arregaçar as mangas” para uma saúde melhor no estado, que ainda sofre com graves problemas, como emergências superlotadas e dificuldades na assistência materno-infantil.

evento SES

Para o presidente do Simepe, há uma prospecção de um bom trabalho a ser feito pela nova gestão da Secretaria de Saúde, apesar dos desafios que estão postos. “Sabemos da honradez e da seriedade de André Longo. É um grande nome da medicina pernambucana, que já esteve a frente do Simepe, do Cremepe e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e sabe o desafio que tem pela frente. Estaremos a postos para dialogar e construir uma saúde melhor”, conclui.

Formado pela Universidade de Pernambuco em Medicina, Longo é especialista em cardiologia pela Comissão Nacional de Residência Médica e pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Servidor público estadual desde 1997, esteve no comando do Simepe por dois mandatos, entre 2002 e 2008. Atualmente era presidente do Instituto de Recursos Humanos (IRH).