Os médicos plantonistas que trabalham na UPA Olinda, administrada pela Fundação Professor Martiniano Fernandes ( IMIP Hospitalar ), denunciaram em reunião com representantes do Sindicato dos Médicos (Simepe), nesta terça-feira (07/01), que a gestão da UPA decidiu de forma unilateral diminuir o número de médicos para o atendimento noturno.

Durante o encontro, que contou com as presenças do Secretário-Geral, Tadeu Calheiros, e dos Diretores de Base Fernando Junior e Rodrigo Rosas, os médicos plantonistas reclamaram que mesmo com o grande volume de pacientes, e a consequente demora para o atendimento dos mesmos, a direção do IMIP decidiu diminuir o número de profissionais, piorando ainda mais o acesso da população aos atendimentos de urgência. “ Queremos acréscimo e não redução de profissionais na escala médica, estamos trabalhando no limite da nossa capacidade” enfatizou uma médica plantonista.

Diante dos fatos expostos o Simepe encaminhou ofícios ao Cremepe e à direção da UPA Olinda, em busca de providências urgentes. Nova reunião, com os  médicos, está marcada para quinta-feira (09/01), às 17h, no Sindicato, para definição dos rumos do movimento da categoria.