Os médicos vinculados à rede municipal de Olinda estiveram reunidos na noite desta terça-feira em Assembleia Geral Extraordinária (AGE). Os profissionais foram recebidos no Simepe pelos diretores executivos Eduardo Magalhães e Eraldo Arraes para discutir a pauta de reivindicação – que segue sem respostas efetivas por parte da Prefeitura da cidade.

A categoria na cidade luta por melhores condições de trabalho nas unidades, realização de concurso público para adequada composição das escalas de trabalho de acordo com a demanda posta, além de recomposição salarial e problemas no tocante à gratificação dos profissionais.

Apresentados os pontos e os detalhes da situação por parte dos médicos, ficou deliberado que o Simepe encaminhará a situação ao Conselho Regional de Medicina, com um intuito da realização de uma reunião entre a categoria e representantes da autarquia. O objetivo do encontro é avaliar a judicialização individual da questão envolvendo a gratificação.