Os médicos que atendem à rede municipal de Petrolina, no Vale do São Francisco, voltaram a se reunir em Assembleia Geral Extraordinária com a diretoria Simepe, nesta quinta-feira (01/03). O intuito do encontro foi discutir a proposta apresentada pela gestão municipal para as reivindicações da categoria. A reunião foi realizada no Petrolina Palace e comandada pela vice-presidente do Sindicato, Claudia Beatriz; pelo diretor executivo Walber Steffano, e pelo diretor regional da entidade, José Alberto.

Durante o encontro, os profissionais analisaram a proposta de reajuste de 2,95% apresentada pela gestão, bem como as informações prestadas sobre a realização do concurso público para a área da saúde – pleito que já vem sendo cobrado desde a negociação de 2017. Após debate, a proposição da Prefeitura de Petrolina quanto à campanha salarial foi rejeitada, por unanimidade, uma vez que ela ficou aquém das perdas acumuladas de anos da categoria.
Por fim, os médicos de Petrolina deliberaram pelo envio de uma contraproposta para a gestão municipal, além de solicitar nomeação imediata da comissão para elaboração de edital para o concurso público.

Os profissionais seguem acompanhando o Relatório da Gestão quanto à reforma e requalificação de unidades de saúde de 2017, enquanto a Prefeitura analisa as deliberações da assembleia. Uma nova AGE será realizada no mês de março para avaliar as respostas e definir os próximos rumos do movimento.