Na tarde desta quarta-feira (23/10), os médicos do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) unidade Recife, estiveram reunidos no Simepe, onde relataram uma série de precariedades existentes no serviço localizado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Os profissionais foram recebidos pelo secretário-geral do Simepe, Tadeu Calheiros, e pelos diretores José Tenório, Fernando Júnior, Eraldo Arraes e Rodrigo Rosas.

Durante a reunião, eles apresentaram um relatório das condições de trabalho do SVO e apontaram as sugestões para melhorar a sala de necropsias, o estar médico/alojamento, da segurança área externa, a sala de laudos, a escala de plantão, bem como um quadro com o número de necropsias realizadas nos últimos anos (2015 a 2019). O Sindicato vai encaminhar um pedido de reunião urgente, com o secretário estadual de Saúde, André Longo, em busca de resolução dos problemas e necessidades do SVO.

De acordo com Tadeu Calheiros, o SVO é de grande importância para o esclarecimento das causas de mortes e neste sentido é necessário não só uma estrutura física adequada, mas também segurança em vários aspectos, bem como escalas de plantão ao número de profissionais suficientes, para suprir a demanda, sem gerar sobrecarga aos médicos que já atuam no serviço. O Simepe vai encaminhar uma solicitação de reunião, com o secretário estadual de saúde, André Longo, em busca de resolução dos problemas e das necessidades do SVO.