Médicos ginecologistas e obstetras que atendem às operadoras de Planos e Seguros privados de Assistência à Saúde reunidos em Assembleia Geral Extraordinária(AGE), na noite desta quinta-feira (26/10), no auditório da Associação Médica (AMPE), na Boa Vista/Recife, aprovaram, com algumas ressalvas, uma contraproposta a ser apresentada a AMIL Plano de Saúde. A contraproposta inclui os procedimentos de parto vaginal, assistência ao parto e cesariana, com vigência a partir de 01/11/17 e a partir de 01/04/18, cesariana com CBHPM plena.

O presidente da Comissão Estadual de Honorários Médicos de Pernambuco (CEHM-PE), Mário Fernando Lins, fez uma avaliação do atual cenário que envolve as relações entre profissionais médicos e  às operadoras de Planos e Seguros privados de Assistência à Saúde no País. Ele está  otimista em relação a proposta a ser encaminhada à operadora AMIL, uma vez que existem precendentes de outras especialidades médicas, como por exemplo, otorrinos, ortopedistas e vasculares. ”Acreditamos que vamos chegar a um consenso, a um bom acordo com a operadora. Evidentemente que os valores negociados estão muito aquém do que a categoria realmente merece. Mesmo assim, acreditamos no fechamento dessa negociação”, ressaltou Mário Lins.