Dando continuidade ao movimento de realizado pelos médicos residentes e especializandos de radiologia e diagnóstico por imagem do Instituto de Medicina Integral Profº Fernando Figueira (Imip), a categoria encaminhou, na manhã desta terça-feira (06/08), as deliberações da Assembleia Geral de ontem para a plenária da Comissão Estadual de Residência Médica de Pernambuco (Cerem-PE). A reunião ocorreu na sede do Cremepe, com a participação da direção do Simepe – representada pela presidente Claudia Beatriz; do vice Walber Steffano, e do secretário geral Tadeu Calheiros – e da Associação Pernambucana de Médicos Residentes (APMR).

Na oportunidade, a categoria voltou a questionar problemas importantes, como o sucateamento dos aparelhos de tomografia, ressonância magnética e ultrassom, além da precarização do campo de prática e descumprimento dos requisitos mínimos para formação dos médicos radiologistas. Após o debate em torno da situação preocupante, a categoria acatou por liberar a proposta apresentada pela Cerem-PE, que organizará um rodízio provisório desses residentes em unidades como Hospital das Clínicas, Barão de Lucena, Getúlio Vargas e Agamenon Magalhães até o final do mês de setembro. Com isso, apesar do transtorno, a categoria não teria a aprendizagem prejudicada neste momento. Essa aprovação foi dada em caráter emergencial, com a condicionante de que a situação será regularizada dentro do período combinado.

Os médicos residentes e especializandos de radiologia e diagnóstico por imagem do Instituto de Medicina Integral Profº Fernando Figueira (Imip) seguem AGE permanente, discutindo as questões de perto com a APMR e com o Simepe.