Médicos que trabalham com métodos intervencionistas e diagnósticos por imagem (radiologistas) em Pernambuco estiveram reunidos nesta terça-feira (8) no auditório da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), bairro da Boa Vista, Recife. O encontro foi coordenado pela Sociedade de Radiologia- PE e durou quase duas horas. Os médicos conversaram sobre a relação mantida, com  as operadoras de planos e seguros de saúde, e prometeram intensificar a mobilização para a Assembleia Geral a ser realizada no dia 17 deste mês (quinta-feira), no mesmo local.

O presidente da entidade, Paulo Borba, fez questão de destacar a presença dos médicos na reunião e em seguida convocou os integrantes da Comissão de Honorários Médicos para participarem da mesa de abertura. Além disso, classificou o movimento como legitimo da categoria em busca de reajuste e valorização profissional. ” Temos que nos unir e lutar pela valorização profissional de todos”, frisou.

Em sua intervenção, o presidente da Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM/PE), Mario Fernando Lins, assinalou como positivo o movimento realizado pelos profissionais em outubro passado, uma vez que os objetivos foram alcançados junto aos usuários e prestadores. Os médicos reivindicaram reajustes nos honorários, “o fim da interferência antiética das operadoras na relação médico-paciente”, a inclusão de índices de reajuste nos contratos e a fixação, nesses contratos, de uma periodicidade para os reajustes – que devem ser, segundo demandam, definidos em negociações coletivas.

Mario Lins reafirmou que somente através da luta, unidade e mobilização dos radiologistas em 2013, é possível conquistar a implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM); enquanto os planos exploram os serviços médicos e desrespeita a prática de honorários dignos. A CBHPM serve de referência para os valores pagos. Além disso, alertou os colegas que não assinem nenhum contrato sem o aval da CEHM PE, haja vista que os acordos firmados são celebrados em nome de todos os médicos pernambucanos.

Ao final, a categoria aprovou por unanimidade uma proposta que será analisada,discutida e encaminhada aos planos e seguros de saúde na próxima Assembleia Geral da categoria – dia 17 de janeiro, às 19h30, no auditório da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), bairro da Boa Vista, Recife.

Confira a proposta aprovada:

A partir do dia 01/03/13 deverá ser implementada a CBHPM 4ªEdição sendo o porte acrescido em 20% (vinte por cento) para Ultrassonografia, Mamografia, Medicina Nuclear, Procedimentos invasivos e Raio-X; e 10% para os demais procedimentos da imaginologia, bem como o UCO – Unidade de Custo Operacional – não deverá sofrer qualquer deflator.

Na ausência de reajuste anual a ser realizado pela CBHPM, os valores deverão ser reajustados anualmente de acordo com o mesmo índice autorizado pela ANS para majoração das operadoras de saúde