Durante a nova paralisação de advertência realizada pelos médicos que atendem à rede da capital pernambucana, a categoria realizou a cerimônia de entrega e reconhecimento do primeiro selo GeJa de falta de gestão. Nesta semana, os profissionais registraram a unidade de União das Vilas, no Espinheiro, como a pioneira da campanha – que luta pela valorização dos trabalhadores e da melhoria da oferta de saúde no Recife.

Em uma mobilização pacífica, representantes do Simepe e da rede municipal realizaram uma visita ao local e encontraram medicamentos expostos, infiltrações nas paredes, consultórios minúsculos e sem a estrutura mínima necessária para atendimento, tendo em vista que até a pia é improvisada, como está registrado nas imagens.

Além disso, registramos ainda a falta de diversos utensílios básicos e necessários para o atendimento diário, móveis quebrados e sem a menor condição de utilização para armazenamento de receituários e remédios. Até o acolhimento é improvisado e feito na própria recepção do posto, que agora funciona em um prédio da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoas, na Avenida Agamenon Magalhães.

Por fim, a visita ainda constatou que o entorno do posto está cheio de lixo e com a presença de mofo. Vale ressaltar que antes desse “novo” local, a unidade de saúde da família já teve uma primeira sede, na Rua Gomes Pacheco, no Espinheiro. Na sequência, o posto foi instalado numa viela, próximo ao antigo espaço, só que desta vez com as atividades funcionando dentro de um contêiner. Agora, com essa nova transferência, vários problemas ainda persistem.

Confira a seguir um vídeo completo feito durante a visita e os “avanços” que a Prefeitura do Recife segue implementando na saúde do município. Na sequência, uma série de fotos com o selo GeJa de Falta de Gestão.

NI7A1745 NI7A1760 NI7A1762 NI7A1769 NI7A1779 NI7A1793 NI7A1794 NI7A1800 NI7A1806 NI7A1815 NI7A1825 NI7A1837