O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) tomou conhecimento, esta semana, de um vídeo que circula na internet sobre uma visita feita, por volta das 3h, ao Hospital Dom Moura, em Garanhuns, e que integra a rede estadual de saúde. O que causa estranheza e repúdio é a utilização deste tipo de ação em viés sensacionalista e de caráter pessoal, que – além de culpabilizar e desqualificar profissionais de saúde – ainda se utiliza do sofrimento de um idoso em situação de vulnerabilidade, recursos de uma velha política que precisa ser combatida incessantemente.

Destacamos que o trabalho de fiscalização é fundamental para a digna oferta dos serviços de saúde. Por isso mesmo, entidades como o Simepe e o Conselho Regional de Medicina (Cremepe) estão sempre atuando na busca da identificação dos problemas e de concretas soluções. Não cabe a nenhum parlamentar, independente de qual esfera esteja eleito, transferir a responsabilidade dos entes governamentais para os profissionais – que, na realidade, são tão vítimas quanto o próprio povo. A bem da verdade, é dever, sim, de um representante político do povo a luta por recursos justos e adequados ao provimento necessário de recursos humanos, estrutura, medicamentos, materiais, entre tantas outras coisas que estão sendo relativizadas ou até ignoradas pelos governantes.

Por fim, o Simepe vem a público convidar todo e qualquer parlamentar ou gestor público interessado em ajudar na melhoria da saúde a conhecer de forma profunda o nosso sistema. Certamente, há situações muito mais graves até do que a relatada no vídeo, o  que mostra de forma muito mais evidente que o real grande problema é o sucateamento e a falta de recursos a qual todos estão submetidos. O Sindicato se coloca à disposição de todos e ressalta que uma de suas bandeiras pétreas é a luta inegociável e intransigente por recomposição das escalas médicas e oferta digna dos serviços à população, independente da região do Estado.