No final da tarde desta segunda-feira (1º), o diretor do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Rodrigo Rosas, realizou uma reunião com o diretor médico da Policlínica Agamenon Magalhães, Samuel Alencar, localizada no bairro de Afogados. Entre as principais pautas estava a reabertura de leitos Covid-19, mas Alencar esclareceu que isso não será realizado.

Durante o encontro, Samuel mostrou diversos dados sobre a unidade, como a questão da quantidade de leitos – hoje há 12 de observação no equipamento -, bem como os números de atendimentos e plantonistas disponíveis – a média de julho foi de 164 atendimentos por plantão 24h com um médico para cada 36 atendimentos. Não há internamento na policlínica, apenas observação.

Com relação a questão de transferência de pacientes com casos mais graves, a unidade conta com a empresa de remoção Mais Vida e o SAMU. Já a respeito do abastecimento de insumos e medicamentos, o equipamento, assim como tantos outros da Região Metropolitana do Recife (RMR), está com problemas recorrentes. De acordo com Samuel, há uma demora por conta dos processos de licitação do governo público e, às vezes, faltam medicamentos básicos como dipirona.

A diretoria do Simepe seguirá atenta a todas as questões que implicam tanto no trabalho dos médicos, quanto no atendimento adequado aos pacientes do estado. Afinal, essa é uma luta constante do sindicato.