As entidades médicas de Pernambuco – Simepe e Cremepe – realizaram, nesta quarta-feira, 23 de maio, uma fiscalização conjunta na Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE), Ministro Fernando Lyra, em Caruaru, no Agreste pernambucano.

O objetivo foi dar continuidade à discussão sobre o numero de atendimentos dos médicos especialistas durante a jornada de trabalho. Segundo informações, os atendimentos ultrapassam a Resolução nº 1 de 2005 do Cremepe. O encontro contou com as presenças dos presidentes Tadeu Calheiros (Simepe) e André Dubeux (Cremepe), da vice-presidente, Cláudia Beatriz  (Simepe), do  diretor médico da UPAE, Guilherme Canejo, além do 2º secretário do Cremepe, Sílvio Rodrigues e do médico fiscal, Otávio Valença.

Os representantes das entidades médicas elogiaram a estrutura física da Unidade, no entanto, expressaram preocupações com a sobrecarga de atendimentos na qual os profissionais estão expostos diariamente. “A gestão está contrariando a Resolução e utiliza de 30 a 35 atendimentos por profissional em turno de quatro horas. Nós não vamos abrir mão da Resolução e iremos propor uma reunião conjunta com a Fundação Altino Ventura, o Ministério Público e a Secretaria Estadual de Saúde, para que juntos encontremos a garantia da boa assistência à população”, disse o presidente do Cremepe, André Dubeux.

Essa situação, na avaliação do Sindicato dos Médicos, se configura como prejudicial – tendo em vista que deixa o atendimento com qualidade e resolutividade comprometidos. “Precisamos ter bastante atenção e requer modificação das  “metas” estabelecidas o que extrapolam e muito o número de consultas por turno de atendimento”, comentou o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros.  Segundo ele, a Resolução do Cremepe deve ser respeitada, pois estabelece de 14 a 16 atendimentos, mas na UPAE chega a ultrapassar a 100% com a marcação de atendimentos por medico, diminuindo o tempo de consulta. Os profissionais já vem reclamando desde o começo do ano  em relação aos problemas gerados com as “metas”  determinadas pela gestão da unidade.

A UPAE de Caruaru, administrada pela Fundação Altino Ventura (FAV), tem quatro anos de funcionamento, conta com as especialidades em pneumologia, cardiologia, oftalmologia, dermatologia, cirurgia geral, otorrinolaringologia, endocrinologia, dentre outras, além de 47 médicos em seu quadro de funcionários, e atende a 31 municípios que fazem parte da IV Gerência Regional de Saúde (Geres).