Na manhã da terça-feira (28), o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) participou de audiência promovida pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco, com o Sindicato Dos Hospitais, Clínicas, Casas e Saúde e Laboratórios e Pesquisas e Análise (Sindhospe). Como as tratativas para se chegar a um Acordo Coletivo não vinham progredindo o SIMEPE provocou o MPT, solicitando ajuda para destravar a negociação. Participaram da audiência o presidente do Simepe Walber Steffano, a secretária-geral , Cláudia Beatriz Andrade e o diretor executivo da instituição Rodrigo Rosas. A categoria segue firme no movimento por condições adequadas de trabalho, adicional de insalubridade, direito aos intervalos intrajornadas, horas extras, reajuste salarial, através da negociação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

“Nesse primeiro momento, avaliamos como positiva a audiência com o MPT, que foi iniciativa do Simepe. Foi deliberada na audiência, com a ajuda do Procurador do Trabalho, que o SindHospe elaborará uma proposta, em reunião entre sua diretoria e representantes dos seus associados, e a apresentará na próxima audiência. Agora vamos aguarda a próxima audiência, com a esperança de que cheguemos a uma Convenção Coletiva justa para com os médicos de Pernambuco” enfatizou o diretor, Rodrigo Rosas.

 

A categoria segue em estado de assembléia permanente e aguarda o resultado da próxima audiência marcada para o próximo dia 26 de julho. O Simepe destaca que seguirá acompanhando atentamente as negociações.